domingo, 22 de agosto de 2010

Um Bruta Azar

Este Samba foi inspirado em José Antonio Ferreira e Moreira da Silva - O Kid Moringueira.
Uma gostosa brincadeira de domingo a tarde.



Distraída e irreverentemente
Olhei para o gerente, que em brumas quentes
Estava a roncar.
Eu não pensei nem mais que de repente,
Saí do meu batente e fui me encontrar.
Com a Dona Donda fui pra lá.

Mas com o meu salário,
Um palácio merecido,
E tudo mais que eu pudesse, não podia dar,
Dei minhas mãos, Lânguidas de calos, e o muro do terreno ao lado ajudei ela pular.
E começamos a brincar.

Mas foi mesmo ontem que fiquei na bebedeira,
Aos pés de uma frutífera, de sombra altaneira,
na fome que estava E antes de qualquer besteira
resolvi me alimentar

E nem posso nem lembrar.

De repente fiquei rubro e ofegante
Já tinha perdido o ar
Desesperada da danada da morena me fugiu de lá.

Fui me acalmando me recuperando
Voltei pra minha cor, voltei a respirar
Só to bruto com um fiapo de manga que me impediu de namorar

5 comentários:

  1. Voltei a respirar....rs

    ResponderExcluir
  2. puta que pariu, há qto tempo, mas repito, há qto tempo eu não passava por aqui e, como se não fosse o bastante, me deleito com essa porra de samba que ficou do caralho. simplicidade, meu irmão. sinto sua falta, meu brother. as duradouras conversas, o afastamento da burrice que ativou permanentemente minha alma cuja qual, agora assim toda desfalecida e faminta, tenta se levantar de novo sem o mesmo companheiro ao meu lado.
    te amo, muleque.
    Grilo!

    ResponderExcluir
  3. Q delíciaaaaaaa....saudades de ti. PAULINHA

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Donzinho..

    Brincadeira boaaa!
    Morena vacilona, com fiapo de manga é bão tbm!!
    Belas notícias, te ver compondo, musicando..
    Donear, o que há de bom!!

    Bj com saudade

    Claudinha

    ResponderExcluir

Não me procure se não for importante