terça-feira, 30 de setembro de 2008

Passeando lembranças

Escrever deixa a gente saudoso... deixa sorrindo enquanto vê a fumaça indo... pensamentos soltos...
Andei pela poesias de mestres e fiquei pensando, como essas linhas, que sopram ventos de criatividade, podem mudar um dia inteiro, ou ao menos um fim de tarde.

Curioso.

Tão curioso, que, sem querer, as locuções saem com rimas e me arrisco dizer que nunca fui poeta... sempre pensei em estrofes..

Um comentário:

  1. Grande hermano de brisas intermináveis e cotidianas...

    ResponderExcluir

Não me procure se não for importante